Tradutor

segunda-feira, novembro 08, 2010

Empresas de transportes acumulam dívida fora do Orçamento

Dívida das empresas do sector atinge os 10 mil ME

por LusaHoje

O anúncio foi feito pelo secretário de Estado dos Transportes, Correia da Fonseca, que considerou este tema uma "preocupação muito séria".
"Temos um conjunto de operadores [de transporte] altamente endividado", afirmou o secretário de Estado, na sessão de abertura do IX seminário Transporte Ferroviário - Uma Solução Sustentável e Competitiva para a Mobilidade, a decorrer em Lisboa.
Correia da Fonseca afirmou que a dívida das empresas de transportes totaliza cerca de "10 mil milhões de euros", o que afirmou ser "uma preocupação muito séria".
O secretário de Estado considera que "algo está errado na gestão do sistema de transportes desde há 40 anos" e defende que as receitas das operações das empresas de transportes "têm de cobrir os custos, o que significa que os operadores de transporte não deverão endividar-se". Correia da Fonseca disse que o transporte ferroviário é o "mais eficiente, desde que tenha passageiros".
A este propósito, deu como exemplos a Linha de Leixões, que "tem, em média, três passageiros por circulação", e a Linha de Leste, em que "cada passageiro custa 120 a 130 euros".
O secretário de Estado disse que querer levar o comboio ou o metro a zonas que não garantam o número necessário de passageiros é "desperdiçar dinheiro dos contribuintes".
Fonte:  http://dn.sapo.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=1705760