Tradutor

terça-feira, maio 24, 2016

Workshop de Financiamento de Projetos, São Paulo, 13-16 Jun 2016

Mariana Abrantes de Sousa vai lecionar curso de Project Finance em Português, em São Paulo, com a Euromoney.
Resultado de imagem para euromoney solutions brasil project finance 2016A finalidade do curso é de fornecer bons alicerces nos conceitos de financiamento de projetos e de PPP, parcerias público-privadas, com base nos fundamentos da formulação e estruturação de projetos e de gestão de contratos de concessão a longo prazo, focando os requisitos específicos de vários setores, incluindo infraestrutura, energia, transporte, água e saneamento, saúde e mineração.

Os participantes ficarão conhecendo as perspetivas das várias Partes, incluindo dos promotores de projetos e acionistas das concessionárias, dos bancos credores, do Poder Público Concedente e, por último mas não menos importante, dos usuários e dos contribuintes. O curso irá também abordar as formas e fontes de financiamento de projetos, incluindo as IFI, instituições financeiras internacionais, e os critérios de rating de obrigações de projeto.

Com este curso de quatro dias, o participante será capaz de:

  • Explicar como o financiamento de projetos e de PPP pode ser utilizado com sucesso por empresas ou pelo Poder Público Concedente para implementar projetos de investimento; poderá identificar vantagens, desvantagens, fatores críticos de sucesso e os critérios de avaliação de resultados.
  • Definir as estruturas contratuais de financiamento de projetos mais apropriadas em vários setores, incluindo os principais indicadores de performance, KPIs, nos serviços públicos e nas PPPs
  • Identificar e analisar os riscos do projeto, os riscos das contrapartes e os riscos macroeconômicos e risco-país, e determinar quais os atenuantes e estratégias de gestão de risco que  podem ser aplicados para garantir a sustentabilidade do projeto para as diversas Partes,  ao longo de todo o Contrato.  
  • Praticar as metodologias de análise financeira e de análise de fluxos de caixa para avaliar o projeto e quantificar os seus riscos.
  • Definir as condições de financiamento adequadas, tais como alavancagem, direitos e deveres contratuais, cronograma de amortização da dívida, etc.
  • Dominar os conceitos e a terminologia de financiamento de projeto em Inglês e Português.

"Um estudo elaborado pelo Departamento de Assuntos Fiscais do FMI considera que um país médio perde um terço dos potenciais benefícios do investimento público por causa de ineficiências na forma como os projetos são geridos"

A Euromoney possui uma experiência combinada de mais de 60 anos fornecendo soluções de aprendizagem para as principais organizações do mundo e somos privilegiados por ter contribuído para o seu sucesso. Vemos nossos clientes como parceiros e centramo-nos em entender as necessidades de cada organização, trabalhando para adaptar soluções de aprendizagem aos seus requisitos específicos.

Na Euromoney estamos orgulhosos do nosso desempenho e satisfação dos nossos clientes. Eis porquê você deve nos escolher para ajudá-lo a alcançar suas metas e acelerar a sua carreira:

Qualidade - Nossos clientes avaliam o nosso desempenho como "excelente" ou "quase excelente" consistentemente. A média global das notações concedidas pelos nossos clientes é de nove em cada dez.
Historial - Entregamos soluções de treinamento para 95% dos 100 maiores bancos dos mundos e treinamos mais de 250.000 profissionais.
Conhecimento - A nossa forte equipa de 150 formadores financeiros e analistas especializados são líderes, garantindo uma base de conhecimento inigualável.
Fiabilidade - Se prometemos, cumprimos. Realizamos mais de 20.000 eventos, tanto no formato presencial
como on-line, utilizando tradução simultânea para delegados de mais de 180 países.
Reconhecimento – Somos credenciados pelo British Accreditation Council e pelo Serviço de CPD Certificação.  Feefo nos conferiu  a classificação de 96% para o serviço e 95% sobre o produto

“A recent study prepared by the IMF Fiscal Affairs Department finds that the average country loses one-third of the potential benefits from public investment because of inefficiencies in the way they are managed.”

Quem deve participar:

Este curso foi concebido para os funcionários do Poder Público Concedente responsáveis pela prestação de serviços públicos e pelos contratos de concessão e para responsáveis do setor bancário e das empresas privadas envolvidos em projetos em regime de concessão e de PPP, incluindo:

  • Profissionais de financiamento de projeto e outros profissionais envolvidos em operações de project finance
  • Governo / Agências de PPP, ministérios setoriais, Poder Público concedente e Reguladores de Serviços Públicos
  • Banqueiros de investimento, instituições financeiras, analistas de crédito e consultores financeiros
  • Promotores e acionistas de empresas-projeto e concessionárias  
  • Consultores técnicos e jurídicos de PF / PPP 
  • Responsáveis pela gestão de carteira de investimento em infraestruturaras
  • Jornalistas e representantes de associações e ONGs
Mariana Abrantes de Sousa  recebeu um BA em Economia pela Universidade da Califórnia em Berkeley e um MPA da Universidade de Princeton em 1975 . Ela tem mais de 25 anos de experiência de gestão de crédito, com o Chase Manhattan Bank, o Banco Europeu de Investimento, o Banco Português do Atlântico e o ABN AMRO (Portugal), incluindo experiência de treinamento de crédito durante a crise da dívida latino-americana. Ela serviu quatro anos como Controladora Financeira nos ministérios do transporte e de saúde portugueses, reportando ao Ministro das Finanças. Atualmente, ela está servindo como membro da Diretoria de Flocert GmbH, uma empresa internacional de certificação de comércio justo, e como membro da Diretoria  e do comitê de crédito da Infrastructure Crisis Facility Debt Pool, LLP, um fundo de investimento em infraestrutura que faz parte do PIDG-Private Infrastructure Development Group.

Mariana trabalha há  mais de 10 anos como consultora financeira independente e especialista em PPP em estudos para a McKinsey International, a CE, o BERD, o BAD, o WBI, FMI e USAID e a KfW na prestação de consultoria de alto nível para governos relativas à contratação de infraestrutura e serviços públicos através de PPP.  Ela tem executado peritagens sobre contratos de concessão e PPPs, focando especialmente a orçamentação dos encargos públicos com os contratos de concessão, bem como a criação de agências de PPP, e a coordenação entre as várias funções do Estado - concedente, regulador, autoridades orçamentais, de inspeção e auditoria. 

Ela já trabalhou em mais de 20 países, incluindo os EUA, Portugal, Alemanha, Holanda, Espanha, Luxemburgo, Brasil, México e Argentina, Grécia, Romênia, Bulgária, Turquia, Eslovênia, Síria, Angola, Moçambique e Burkina Faso, Quênia, Cazaquistão e Peru. Ela tem participado como oradora convidada sobre temas de investimento  e é co-autora de um manual sobre as fontes de financiamento do projeto para os países PALOP lusófonos, bem como artigos sobre "Gerenciamento de PPPs para a sustentabilidade  orçamental". Ela leciona um curso de Project Finance a nível de Mestrado na UNL Universidade Nova de Lisboa desde 2012. 

Parcerias para o Desenvolvimento

MULTILATERAIS E FUNDOS DE COOPERAÇÃO
As Instituições Financeiras Parceiras
Vantagens dos instrumentos de apoio à internacionalização  das
Instituições Multilaterais Financeiras

Acesso a oportunidades de negócio exclusivas, por vezes limitado a empresas e consultores de um número limitado de países

Risco de crédito muito limitado (o banco multilateral conta com mecanismos formais e informais para garantir que os pagamentos comprometidos pelas agências executoras são concretizados)


Risco cambial minimizado (parte substancial dos pagamentos são feitos em dólares americanos ou, no caso do BERD, eu euros)

Concursos de licitação com procedimentos transparentes e competitivos, supervisionados pelas Instituições Financeiras Internacionais

Possibilidade de financiamento direto a projetos de empresas privadas ou parcerias-púbico privadas que contribuam para o desenvolvimento dos países-alvo (essencialmente infra-estruturas)

Acesso a empréstimos em regiões com escassez da oferta de crédito no sistema financeiro

Benefícios indiretos de acesso e reputação dada a relação privilegiada das Instituições Financeiras Multilaterais com Governos e agências

Ver mais em http://www.pdesenvolvimento.pt/multilaterais/introdu%C3%A7%C3%A3o/

domingo, maio 22, 2016

Seminário Cooperação para o Desenvolvimento Empresas e ONGD, AICEP, Av 5-Outubro, 101, Lisboa7-Junho,14h

Resultado de imagem para lusofonia braços abertosA AICEP Portugal Global, o GPEARI do Ministério das Finanças e a Plataforma Portuguesa das ONGD, organizam 
Seminário “Networking entre ONGD e Empresas – Promover Parcerias Win-Win no âmbito do mercado das multilaterais, 
no próximo  dia 7 de junho, pelas 14h, 
em Lisboa, no Auditório da AICEP, Av. 5 de Outubro, 101.
Este evento tem por objetivo promover o networking e as parcerias entre Empresas e ONGD (Organizações Não Governamentais de Desenvolvimento), visando nomeadamente:
·      maximizar as possibilidades de acesso às oportunidades de negócio e de financiamento das multilaterais;
·         garantir benefícios comuns, aproveitando as respetivas valências e áreas especificas de atuação;
·         trazer um maior impacto e sustentabilidade às iniciativas.
Para além das necessárias intervenções de enquadramento das oportunidades no âmbito do mercado das multilaterais, serão partilhados casos e experiências concretos. Haverá espaço para promover contactos e o diálogo entre os participantes.
A ação tem especial interesse para empresas com projetos ou intenção de investimento nos Países em Desenvolvimento, empresas que já trabalham no mercado das multilaterais e pretendam potenciar resultados, assim como empresas com soluções sustentáveis e particularmente adequadas a estes mercados. Igualmente, este evento se dirige a ONGD com atividade internacional.

A participação nesta ação é gratuita mas de inscrição obrigatória, através do preenchimento do formulário de inscrição online até ao próximo dia 6 de junho.(inscreva-se aqui).

Para esclarecimentos adicionais, queira por favor contactar a área das Multilaterais da AICEP, 
através do endereço eletrónico gt.multilaterais@portugalglobal.pt ou do telefone 217 909 549 / 217 909 775 ou
contactar a Plataforma Portuguesa das ONGD, através do endereço eletrónico pedro.cruz@plataformaongd.pt  ou do telefone 218 872 239.

sexta-feira, maio 20, 2016

STP - UNICEF estuda situação de jovens e adolescentes

Consultor nacional ou empresa de consultoria para estudo em
A UNICEF São Tomé e Príncipe  está àa procura de um consultor nacional ou empresa de consultoria nacional para a realização de um estudo sobre jovens e adolescents.
Os Termos de Referencia podem ser consultados em https://issuu.com/unicefstp

quinta-feira, maio 19, 2016

Moçambique - avaliação final COMPETIR

Team Leader: Standards, Metrology, Testing and Quality
  Mozambique Final Evaluation of the COMPETIR Project até 20/05/16

Expert in SME promotion
  Mozambique Final Evaluation of the COMPETIR Project até 20/05/16
Deadline:        May 20, 2016
Location:         Mozambique
Languages:      English, Portuguese
Opportunity type:Contract - 4 to 12 months
Minimum work experience:From 10 years
Sectors:SME & Private Sector
Expected starting date:Jul 1, 2016
Organisation:PBLH International Consulting SPRL
PBLH International Consulting SPRL

DESCRIPTION
Qualifications and skills
The consultant must have a university degree in economics, law, engineering or other related discipline (master degree or a university degree + two years of professional experience in a related area or an MBA) 

Capacity to work under this assignment in Portuguese and English.
General professional experience
Strong and specific experience of at least 10 years in private sector development required 

At least 5 years of professional experience in developing countries in the design, development 
and implementation of projects of SME development would be a strong asset 

Experience with strengthening SME promotion institutes would be an asset 

Experience in incubation programs would be an asset 

Working experience in Southern Africa and in particular Mozambique would be a strong asset 

Additional assets
Very good knowledge of Microsoft Office (Word, Excel, Powerpoint) required. 

Excellent writing, editing and communicational skills.

In your application please specify that you found out about this opportunity on DevelopmentAid.org.
Veuillez indiquer dans votre candidature que vous avez consulté cette offre sur le site web DevelopmentAid.org.

To apply
Applications and updated CV should be submitted to esther.niguerol@pblh.eu or http://www.pblh.eu
VER https://www.developmentaid.org/#!/jobs/view/380961

quarta-feira, maio 11, 2016

Oportunidade Moçambique - segurança alimentar

A SAVE THE CHILDREN (SCI) está a recrutar candidatos (as) para o preenchimento das vagas de: Assessor(a) de Segurança Alimentar do (COSACA)  - VG -SC 11  Gaza
Requisitos:
Critérios essenciais
• Mestrado; de preferência na agricultura, meios de vida, economia ou ciências sociais
• experiência de nível pelo menos 5-7 anos em projectos internacionais e de execução e aconselhamento sobre Segurança Alimentar em programas de meios de subsistência, Em resposta à seca (essencial)
• Experiência na implementação de programação de transferências sociais, especificamente transferências eletrônicas (vouchers ou dinheiro)
• Experiência no gerenciamento de equipe de oficiais nível de campo e mobilizadores comunitários
• Experiência de gestão de subvenções DFID;
• Fortes competências de gestão financeira,  incluindo o controle do orçamento e de relatórios aos doadores
• Representação de experiências a nível internacional e coordenação com os governos locais, parceiros e outras ONG / ONU;
• Experiência comprovada de monitoramento e avaliação e prestação de contas aos beneficiários
• Habilidades em computador pacote Use, Word, Excell, Access, e-mail e Internet;
• Fluente em Português (falado e escrito) Necessário; Fortes habilidades em Inglês (oral e escrita) necessários;
De outros
• Habilidades políticas e sensibilidade cultural com qualidades paciência, tato e diplomacia;
• Capacidades e será extremamente  flexíveis e eficientes ao trabalhar em circunstâncias difíceis e às vezes inseguras;
• Forte ética de trabalho; compromisso de produzir resultados de alta qualidade e de maneira oportuna;
•Demonstradas habilidades de liderança, gestão e excelentes habilidades interpessoais e de comunicação, incluindo uma habilidade de trabalho com uma equipe diversificada e homólogos;
• Disponibilidade para ser baseiado em Xai Xai no escritório provicial ; disponibilidade para a realização de viagens regulares para Maputo e distritos de Gaza.
• Compromisso para cumprir a Missão e Valores da Save the Children.
• Compromisso com a política de Salvaguarda da Criança da  Save the Children e política anti fraude e de corrupção
Os candidatos interessados ​​são convidados a submeter a carta de candidatura dia e CV com indicação três referências até o 15 de maio de 2016 nos seguintes endereços: Save the Children , Provincial Hospital Rua Xai-Xai ou antonio.uqueio@savethechildren.org

terça-feira, maio 10, 2016

Convénio de pagamentos de comércio externo a replicar na Lusofonia

 CCR , o Convênio de Pagamentos e Créditos Recíprocos firmado em 1982, sob os auspícios da Associação Latino-Americana de Integração (ALADI) é um acordo entre 12 bancos centrais (BCs) latino-americanos , que estabelece um mecanismo de compensação entre os débitos e créditos referentes aos pagamentos oriundos da atividade comercial no bloco. Tal acordo também prevê um sistema de garantias aos pagamentos e torna os BCs participantes co-responsáveis por eventuais inadimplementos.
De caráter extremamente técnico e pouco conhecido pelo grande público o convénio e´ popular entre os exportadores brasileiros ...

quarta-feira, maio 04, 2016

Túnel do Marão inaugurado

Finalmente vemos luz ao fundo do  Túnel do Marão em Maio 2016, um projecto aprovado em 2006   cujas obras arrancaram em 2009, uma década depois    

  • 2006- publicado o despacho n.º 4506/2007  aprovando o lançamento concurso público para a concessão do túnel do Marão, da IP4 que inclui um túnel de 5,6km que promete reduzir os tempos de viagem em e aumentar a segurança. 
  • 2008 - foi publicada a Resolução do Conselho de Ministros n.º 89/2008 onde é aprovada a minuta do contrato de concessão do Túnel do Marão entre o Estado português e o consórcio Auto-estradas do Marão. 
  •  2009 - obras arrancaram em Junho e foram suspensas em Setembro   por causa de uma providência cautelar interposta pela empresa Águas do Marão.
  • 2011 - obras do túnel, cerca de 70% concluídas  suspensas por falta de dinheiro. 
  •  2011 - concessionária exige ao Estado Concedente uma indemnização 
  • 2012 - governo anunciou que pretendia reservar 200 milhões de euros de fundos comunitários para terminar a construção da autoestrada 
  •  2013, o Estado rescinde a concessão do Túnel do Marão,  
  •  2014,   execução do empreendimento do Túnel do Marão foi dividida pela Estradas de Portugal em três concursos públicos internacionais para a construção do acesso poente, do acesso nascente e de execução do Túnel.[14]
  •  2014, empreitadas adjudicadas 
  • 2014, em Novembro de recomeçaram os trabalhos da perfuração do Túnel 
  • 2015, em Outubro as duas frentes de trabalho ficaram ligadas, já sendo possível atravessar toda a Serra do Marão por baixo de terra.
  • 2016 em Maio inaugurado o Túnel 

Vamos ao Marão ver os que lá estão! 

Fonte:  https://pt.wikipedia.org/wiki/T%C3%BAnel_do_Mar%C3%A3o

Filmes da Lusofonia no FESTin , Cinema São Jorge, 4-11 Maio

FESTin é o Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa que pretende fomentar a interculturalidade entre os países da língua (CPLP). Decorre entre os dias 4 e 11 de maio 2016 no Cinema São Jorge  em Lisboa.

Participe na  7ª edição do festival que homenageia a CPLP, neste seu 20º aniversário, através de filmes, documentários e mesmo de cinema infantojuvenil originários de Portugal, Brasil, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Angola. O propósito é retratar a diversidade cultural dos países da lusofonia, que partilham algo tão especial, a (nossa) língua portuguesa e apreciar os filmes das nossas vidas.

Espreite a agenda completa do festival, da Homenagem à CPLP’16 e informações adicionais nosite oficial do FESTin (bilhetes, etc.).   Fonte:  http://gerireliderar.com/festin/

domingo, maio 01, 2016

NOVA é a 1.ª Universidade fora dos USA a obter a Acreditação GEOINT

A NOVA IMS obteve a Acreditação GEOINT (Inteligência Geoespacial), por parte da United States Geospatial Intelligence Foundation (USGIF), sendo esta a 1ª vez que uma Universidade é acreditada pela USGIF fora dos EUA.

A UNL  NOVA Information Management School (NOVA IMS) obteve a Acreditação GEOINT (Inteligência Geoespacial), por parte da United States Geospatial Intelligence Foundation (USGIF), sendo esta a 1.ª vez que uma Universidade é acreditada pela USGIF fora dos EUA.
O programa de certificação graduada em Inteligência Geoespacial (certificado GEOINT), acreditado pela USGIF, disponibiliza educação e formação em conceitos científicos, métodos e tecnologias geoespaciais chave utilizadas na resolução de problemas de segurança humana a nível global, incluindo desastres naturais, crises humanitárias, riscos ambientais, operações militares, violência política, saúde pública e desafios no acesso a fontes de alimentação.

sábado, abril 30, 2016

Dez conselhos para evitar o divórcio (por falta de dinheiro)

Portugal é dos países mais endividados do mundo, dizem os números do IGCP.
A taxa poupança está nos mínimos, diz o INE.
Os portugueses demonstram baixa literacia financeira, isto é, não sabem fazer bem as contas, dizem estudos mundiais.

Entretanto, o crédito ao consumo continua demasiado acessível, apesar de se ter voltado a aplicar o imposto do selo, e até os bancos do Estado  oferecem o "fraccionamento de contas", como se a possibilidade de comprar consolas a prestações fosse essencial para uma consoada feliz.

Famílias mal governadas estão em risco.
Hoje, há quem abandone a casa e a hipoteca, não só os filhos.

Parafraseando o ditado popular, casa onde não se gere bem o pão, todos ralham e ninguém tem razão.

VER   Dez conselhos para evitar o divórcio (por falta de dinheiro)
Fonte:  http://www.dinheirovivo.pt/buzz/galeria/como-evitar-o-divorcio/#sthash.lsPFbaQc.cmfs

Portugueses sabem menos  http://ppplusofonia.blogspot.pt/2016/03/literacia-financeira-portugueses-nao.html 

Cortar o crédito ao consumo, já http://ppplusofonia.blogspot.pt/2015/05/cortar-credito-ao-consumo-ja.html  e como a CGD promove mesmo  a desgovernação das famílias  https://www.cgd.pt/Particulares/Cartoes/Cartoes-de-Credito/Simulador-de-Pagamentos-Fracionados/Pages/simulador-pagamentos-fracionados.aspx

Alfabetização e literacia baixas na lusofonia http://ppplusofonia.blogspot.pt/2009/05/improving-literacy-must.html

Falta de literacia financeira promove endividamento http://ppplusofonia.blogspot.pt/2012/02/falta-de-literacia-financeira-promoveu.html

Como reestruturar a dívida com o apoio da DECO  http://www.deco.proteste.pt/dinheiro/credito-habitacao/simule-e-poupe/credito-a-habitacao-posso-aceder-plano-reestruturacao-divida



terça-feira, abril 26, 2016

Conferências de Lisboa, Globalização do Desenvolvimento, 5-6 Maio 2016

2ª Conferência de Lisboa: A Globalização do Desenvolvimento

A 2ª Conferência de Lisboa  é um evento internacional de periodicidade bienal, que tem como objetivo promover o debate sobre o Desenvolvimento.

Data:  5 e 6 de maio de 2016, 

Local:  Fundação Calouste Gulbenkian.  

A participação é gratuita, mediante inscrição aqui.
Nesta 2ª edição, debatemos o significado atual do Desenvolvimento e as dinâmicas relativas à sua Globalização. Serão abordadas as alterações globais decorrentes das reconfigurações geoeconómicas; as mudanças económicas e políticas que afetam a geografia Norte-Sul; as implicações globais que o terrorismo, o radicalismo religioso e o nacionalismo extremista têm para o desenvolvimento e a cooperação internacional; e qual o futuro do projeto de integração do papel da União Europeia como ator global.
Entre os oradores estão Tariq Ramadan (Professor de Estudos Islâmicos Contemporâneos na Universidade de Oxford), Eveline Herfkens (que foi coordenadora da Campanha das Nações Unidas sobre os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio e Ministra Holandesa da Cooperação para o Desenvolvimento)  e Khalid Malik (antigo Diretor do Gabinete do Relatório de Desenvolvimento Humano nas Nações Unidas), entre muitos outros.
As Conferências de Lisboa são uma iniciativa conjunta da da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, a Câmara Municipal de Lisboa, a Fundação Calouste Gulbenkian, a Fundação Portugal-África, o Instituto Marquês de Valle Flor - IMVF, o ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa, a Sociedade Financeira de Desenvolvimento - SOFID e a União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa - UCCLA. 
Para além da 1ª edição das Conferências de Lisboa, realizada em dezembro de 2014, as atividades do projeto incluiram, em 2015, o lançamento do livro da 1ª edição das Conferências de Lisboa – disponível em papel e online, o seminário “O Financiamento do Desenvolvimento no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” (2 de junho de 2015), e a Escola de Verão sobre os Desafios Globais (setembro de 2015)  em parceria com o ISCTE-IUL.
Saiba mais sobre o projeto Conferências de Lisboa no website aqui e no facebook aqui.

UNL Conferencia «Um Ensino Superior com vocação internacional»

Conferência «Um Ensino Superior com vocação internacional»: A Nova School of Business and Economics (Nova SBE), em colaboração com a Plataforma Portugal Agora, promoveu no dia 4 de abril de 2016, na Reitora da Universidade NOVA de Lisboa, um debate público sobre as condições para que as universidades afirmem a sua vocação global.

Estudo da NOVA vence Prémio António Arnaut

Estudo da NOVA vence Prémio António Arnaut:

Investigadores do IHMT e ENSP vencem Prémio António Arnaut

 Prémio António Arnaut para o melhor trabalho escrito sobre investigação em sistemas de saúde foi atribuído ao estudo “Reforma dos cuidados de saúde primários: a experiência do pagamento pelo desempenho”, da autoria de Julian Perelman (investigador principal), da Escola Nacional de Saúde Pública, Giuliano Russo, do Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Marisa Miraldo, do Imperial College London, e Alexandre Lourenço, do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.
O trabalho, premiado com um valor monetário de 3 mil euros, será publicado pela Edições Almedina.
publicado 8.abril.2016

fonte: http://www.ihmt.unl.pt/ e http://www.ensp.unl.pt/