Tradutor

quarta-feira, abril 09, 2014

Finpro em processo de recuperação

Finpro, sociedade gestora de um fundo de PPP controlada pelo Estado, Banif e Américo Amorim, vai recorrer ao Processo Especial de Revitalização (PER) para ultrapassar problemas de solvabilidade financeira,  segundo noticias recentes.  
A continuidade do fundo de investimento especializado em infraestruturas de serviços públicos está agora dependente do voto favorável da Caixa Geral de Depósitos (CGD), o terceiro maior acionista e detentora de mais de metade do passivo da Finpro.
O fundo de investimento recorria à alavancagem para investir em "infra-estruturas maduras não cotadas", apostando em activos geradores de "cash flows" estáveis considerado de reduzida volatilidade e indexados à inflação, como as britânicas Cory e Thames Water e a espanhola TCB.
No seu último pico de aquisições, em 2007, a Finpro procedeu a um aumento de capital de 100 milhões de euros  137,5 milhões de euros.  Agora tem  222 milhões de euros de passivo.   

Eis mais um caso dos malefícios da alavancagem e do endividamento excessivo.  Se vai sobrar para a CGD, virá a sobrar para os contribuintes ? 

Fontes:  
http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=468589