Tradutor

segunda-feira, abril 12, 2010

CP e Renfe concorrem a duas concessões de comboios em Londres

DE: Nuno Miguel Silva, 12/04/10

As duas operadoras ibéricas CP e a Renfe estão a concorrer em conjunto a duas concessões  a 10 anos de caminhos-de-ferro em Londres, apurou o Diário Económico junto de diversas fontes em Espanha. As concessões em causa foram lançadas no passado dia 1 de Abril pelo ministério dos Transportes do governo britânico, servem a grande área metropolitana de Londres e deverão estar totalmente entregues à iniciativa privada a tempo da realização dos Jogos Olímpicos de 2012, agendados para a capital inglesa.

As concessões em causa são a Greater Anglia e a Essex Thameside. A Greater Anglia é actualmente gerida por uma empresa designada National Express East Anglia, cuja concessão termina em Março de 2011.

Por seu turno, a Essex Thameside é uma concessão que deverá iniciar a operação a 29 de Maio de 2011, prosseguindo a exploração da linha actualmente assegurada pela empresa National Express Group, através da sua participada c2c. Em Dezembro de 2011, o governo inglês pretende que todas as rotas ferroviárias para a Fenchurch Street, em Londres, sejam capazes de operar comboios com 12 carruagens, quando actualmente a linha é servida com comboios de apenas oito carruagens.

Ambas as concessões estão neste momento abertas à entrega de propostas, período que irá terminar a 19 de Abril.

O Diário Económico soube, contudo, que a participação da CP nos consórcios formados para estes dois concursos em Londres, é reduzida, mas considerada essencial pela Renfe devido à mais-valia e ao ‘know how' específico que a transportadora ferroviária portuguesa tem em matéria de manutenção de material circulante, designadamente através da sua participada EMEF - Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário.

A participação conjunta das duas ferroviárias ibéricas nestes concursos de Londres é o primeiro passo de uma aliança estratégica firmada a 19 de Março passado, entre Francisco Cardoso dos Reis e Teófilo Serrano Beltrán. Londres é o primeiro passo para que a CP e a Renfe se apresentam juntas no mercado internacional de concessões ferroviárias e deverá ser seguido nos próximos meses noutros concursos noutras geografias.
Fonte:  DE