Tradutor

segunda-feira, abril 19, 2010

SEC leva Goldman Sachs a tribunal por fraude com hipotecas subprime

A SEC, o regulador do mercado de capitais americano, acusou o banco de investimentos Goldman Sachs de fraude ao não ter divulgado aos investidores em CDO (obrigações colateralizadas) certa  informação vital sobre o papel do gestor de um Hedge Fund na selecção dos activos envolvidos como colateral, particularmente a posição desse Hedge Fund como vendedor (short) desses activos de crédito à habitação hipotecário de baixa qualidade (subprime mortgages).

Segundo a acusação da SEC,  o Hedge Fund Paulson & Co pagou à Goldman Sachs para estruturar a transacção Abacus 2007-ACI, que permitisse ao Hedge Fund tomar posições vendedoras (short) em que beneficiaria quando houvesse falhas de pagamento (credit events), mas não informou os investidores da ACA que tomaram o risco do CDO.

Agora, os investidores penalizaram as açções do Goldman Sachs que perderam mais de 10% em bolsa num só dia.
FonteFT Alphaville

Quem compraria um carro usado deste banco?
Em resumo, GS ajudou um cliente a desfazer-se de activos de baixa qualidade para outro cliente que não não foi devidamente informado para saber o que estava a comprar?
O que há de novo nisto?
As assimetrias de informação favorecem sempre o vendedor, especialmente nas transações mais complexas da banca de investimento, nesta disintermediação aberrante, que se revela fora de control .
Por isso, é necessário voltar aos três R's, Re-capitalização para todos, Re-intermediação para os bancos e Re-orçamentação para os governos.

Um banco que merece o nome de banco comercial não deveria necessitar de alienar bons activos.
Agora que passou a banco, vamos ver se GS consegue prosperar a fazer crédito para balanço e não para ceder em transações cada vez mais complexas, a investidores cada vez mais mal informados.

Would you buy a used car from Goldman Sachs?

In summary, GS was an investment bank helped a client in getting rid of low quality assets to an unsuspecting investor/underwriter ACA? So,  what else is new?
This just goes to show, "caveat emptor" also applies to financial assets, and the information assymetry always favours the seller. The more complex the transaction, the greater these risks.

The "new normal" in finance calls for going "back to basics", to the three R's, Recapitalization (deleveraging for everyone), Reintermediation (for banks), Rebudgeting (for Governments).
It seems that ACA as risk underwriter suffered from "information disadvantage" and fell into the trap of paying too much for low quality assets, which GS pushed to get rid of.
That's disintermediation gone crazy, out of control.


Why should a "bank", that deserves the name, need to sell good assets?
Now that GS has become a "bank", with balance sheet and all,  let's see if they can prosper at the (re)intermediation business of "lending and holding".