Tradutor

quarta-feira, maio 23, 2012

Agenda 2010 da Alemanha continua a marcar o ritmo


A “Agenda 2010”  um programa de reformas socio-economicas lançado  Chancelor Schröeder na Alemanha em 2003, é creditado como o principal instrumento no sucesso do actual "milagre alemão.
O programa visava acelerar o crescimento económico que era então dos mais baixos da Europa, reduzir o nível de desemprego, então dos mais elevados da Europa, e garantir a sustentabilidade do sistema de segurança social e preparar o país para a concorrência no Mercado Único, reduzindo os custos do factor laboral.
A Agenda 2010 assentava em 4 pontos principais:  mercado de trabalho, segurança social/pensões, sistema de saúde e impostos, nomeadamente:
-Subsidio de desemprego: o período de indenização passou  de 32 meses para 12 meses e os desempregados eram obrigados a aceitar as oferta de emprego
- Seguro de saúde: uma taxa moderadora foi criada para as consultas médicas( 10 euros por trimestre ; 10 euros suplementares em caso de consulta a um especilaista), para a compra de medicamentos ( 10% do preço, sendo o mínimo 5 e o máximo 10 euros) e para a hospitalização
-Pensionistas: as pensões foram moderadas, as contribuições aumentadas e  a idade de reforma subida  de 60 para 63 e eventualmente 67 anos.
http://www.scielo.br/pdf/ln/n66/29083.pdf
Ver proposta de alemão para todos  http://ppplusofonia.blogspot.pt/2012/05/alemao-para-todos.html