Tradutor

sábado, junho 20, 2015

Crise de endividamento da Eurozone opõe devedores e credores

"Fazem-se muitos sacrifícios para poucos resultados"Mariana Abrantes de Sousa considera que, na Grécia, "fazem-se muitos sacrifícios para poucos resultados" e que "não há luta de ideias, mas de interesses" entre Atenas e os credores. Já Jorge Ribeirinho Machado defende que "o grande problema da Grécia é o Governo", mas acredita que "Portugal está muito bem suportado pelo BCE". "Conselho Consultivo" de 17 de Junho de 2015.
O "processo de ajustamento em curso" continua, mas é muito penoso devido ao fraco crescimento das exportações que serão a única da saúde.