Tradutor

sexta-feira, outubro 14, 2011

Economistas em Congresso, 19-21Outubro, no ISCTE


Data:  19-21 de Outubro 2011
Local:  ISCTE
(ATENÇÃO: o local do evento foi alterado para o
 Grande Auditório ISCTE - IUL  Edifício II ]A Economia Portuguesa enfrenta actualmente desafios extraordinários.

Por um lado deparamo-nos com a necessidade de antingir um maior equilíbrio no plano das contas do Estado, a qual tem vindo a ser a pedra de toque dos sucessivos Programas de Estabilidade e Crescimento. Porém, este desiderato enquadra-se num contexto mais vasto da necessidade de reduzir os desequilíbrios da Economia Nacional face ao exterior (nomeadamente pautados por um elevado e galopante endividamento externo) e, acima de tudo, voltar a atingir níveis aceitáveis de crescimento económico e de endividamento dos agentes económicos, que evitem o padrão de divergência real dos níveis de vida dos portugueses face aos nossos principais parceiros que têm ocorrido na última década.
É neste enquadramento que se vai realizar entre 19 a 21 Outubro deste ano o 4º Congresso Nacional dos Economistas, organizado pela Ordem dos Economistas, para o qual propomos o tema "Portugal 2020 - O nosso país no contexto global" e em que lançamos o desafio de debater que País e que modelo de desenvolvimento económico queremos e somos capazes de criar até 2020.

Para aceder ao site do congresso onde poderá ter acesso ao Programa e Inscriçõesclique aqui


Estabelecemos cinco eixos principais de debate:

1. Modelo global de desenvolvimento macroeconómico, capaz de retomar uma trajectória vigorosa de crescimento, e assente em maior competitividade do País e dos agentes económicos.

2. Ênfase nas empresas, com foco nas exportações e na substituição de importações e na capacidade de atrair investimento de aforradores e empreendedores nacionais e estrangeiros.

3. Melhoria do contexto em que as empresas operam, com acento tónico no sistema fiscal, na justiça e no peso e eficiência do Estado.

4. Reforço das qualificações e capacidade de inovação e gestão dos portugueses. O desafio que colocamos aos economistas portugueses é que o 4º Congresso Nacional dos Economistas seja um espaço de debate profícuo, que contribua para traçar os objectivos e o rumo para a construção, ao longo desta década, de um Portugal mais rico e competitivo.

5. Países de Língua Portuguesa. O desafio da próxima década passa também pela capacidade de Portugal reforçar e consolidar o relacionamento económico e as parcerias em geral com os Países de Língua Portuguesa, os quais têm vindo a assumir uma relevância crescente ao longo dos últimos anos.