Tradutor

quarta-feira, junho 10, 2009

Restoring the Beira Transpport Corridor

EIB and EU-Africa Infrastructure trust fund will work together to help rebuild Beira Transport corridor in Mozambique.
At the end of April-2009, The European Investment Bank (EIB) announced it is lending EUR 65 million to the Republic of Mozambique for the rehabilitation of the Beira corridor in Mozambique. The EIB loan will be complemented by a EUR 29 million interest rate subsidy from the EU-Africa Infrastructure Trust Fund. The funding package will support improvements to the Sena railway line and the restoration of the Beira port access channel.
The rehabilitation of the Beira corridor is an emblematic project for Mozambique, restoring efficient links to other countries in the region and facilitating international trade. By improving Mozambique’s transport services by sea to international ports and by rail to the landlocked countries of southern Africa, the project will catalyse local and regional economic growth and contribute to overall poverty alleviation.

SEE europafrica
SEE http://europa.eu/rapid/pressReleasesAction.do?reference=BEI/09/69&format=HTML&aged=0&language=EN&guiLanguage=en

de Abril de 2009

O BEI e o Fundo Fiduciário UE-África para as Infra-estruturas trabalham em parceria para ajudar a reconstruir o corredor de transportes da Beira em Moçambique
O Banco Europeu de Investimento (BEI) concedeu um empréstimo no valor de 65 milhões de euros à República de Moçambique para a reabilitação do Corredor da Beira. O empréstimo do BEI será complementado com uma bonificação de juros no valor de 29 milhões de euros do Fundo Fiduciário UE-África para as Infra-estruturas. O pacote de financiamento irá apoiar melhorias na linha férrea de Sena e a recuperação do canal de acesso ao porto da Beira.
A reabilitação do Corredor da Beira é um projecto emblemático para Moçambique, restabelecendo ligações eficazes a outros países da região e facilitando o comércio internacional. Ao melhorar os serviços de transporte marítimo de Moçambique para os portos internacionais e os serviços de transporte ferroviário para os Estados interiores da África Austral, o projecto irá dinamizar o crescimento económico local e regional e contribuir para a redução geral da pobreza
.
VER comunicado