Tradutor

sexta-feira, novembro 04, 2016

Divergência socioeconomica continua na Europe

Das Logo der Friedrich-Ebert-Stiftung, Name in drei Zeilen, mit Weltkugel. Link zur Hauptseite der FES.Um estudo da Friedrich Ebert Stiftung indica que a divergência de fortunas que  aflige a Europa Social continua. A desigualdade dentro dos países aumentou na maioria em 2014, especialmente na Alemanha.

Coesão em toda a UE não registou progressos, mesmo com os países mais pobres a crescer acima da média da UE.   O desenvolvimento social continua deficiente nos países mediterrânicos, onde os estratos mais pobres são particularmente atingidos pela austeridade e o sobre endividamento.

Os dados mais recentes para 2014 confirmam  que o rácio de rendimentos S80 / S20,  que indica a relação entre os rendimentos no quintile mais rico (quinto) e os do  quintile mais pobre, era cerca de  8,5 vezes em euros às taxas de câmbio correntes e 5,6 em termos de  poder de compra (PPS).
Isto é claramente superior ao valor  atribuído pelo Eurostat à  UE como um todo - cerca de 5  nas suas estatísticas oficiais, baseadas na média dos rácios S80 / S20 de todos os Estados-Membros da UE, o que não considera as enormes diferenças  entre os países.

Fonte:  http://library.fes.de/pdf-files/id/ipa/12668.pdf