Tradutor

terça-feira, julho 21, 2015

Eurozone - credores e devedores em divergência

Não sei se entendi bem, quando  a ouvi dizer ontem na SIC Noticias alguém dizer que devíamos deixar de falar de credores e devedores dentro da  Eurozone

Não entendo a lógica.  

Foi precisamente por menosprezarmos a divergência entre exportadores e importadores e entre credores e devedores dentro da Eurozone que nos metemos nesta alhada da Moeda Única  e que nós  as pequenas economias frágeis estamos à mercê dos credores muito maiores e muito mais fortes.  Serão os mesmos credores tão inteligentes que fizeram crédito à Lagardère a um país sem um cadastro de propriedades moderno?  
A Grécia, tonta, pôs-se a jeito, mas o que é certo é que foi cilindrada.  

Smart Denmark escolheu ficar fora do Euro, boa ! 

Se nós em Portugal tapamos os olhos a esta dura realidade, vamos continuar a sofrer. 

Seria bom ver artigos semanais nos  jornais financeiros  sobre os diversos aspectos do comercio externo, da BTC e da balança de pagamentos, pois é evidente que muitos decisores "faltaram às aulas" das cadeiras de economia internacional e de uniões alfandegarias. 

Vamos reconhecer que, na prática,  o Euro é uma moeda estrangeira, e que nós somos apenas  mais um "Hong Kong". 

Mariana Abrantes de Sousa 
PPP Lusofonia 
Fonte:  http://sicnoticias.sapo.pt/opiniao/2015-07-21-A-Grecia-em-analise