Tradutor

sábado, fevereiro 09, 2013

Fazer desaparecer a dívida, só por magia

E agora, o que é que os portugueses têm que fazer? Duas coisas:
1. Pagar as dívidas contraídas, e
2. Não deixar que se volte a acumular encargos para os contribuintes

Os economistas estrangeiros convidados  dizem que é preciso manter viva a memória do descalabro do sobre-endividamento para ficarmos "vacinados" contra a indisciplina orçamental.  


Depois de um dos maiores terramoto financeiros da nossa geração, senão da nossa história milenar, seria muito mau não mudar nada e deixar que o descalabro orçamental voltasse a acontecer. O é bastante provável se não houver responsabilização e mudanças de fundo. 

Oliveira de AzeméisReza a história que depois do terramoto de 1755, a palavra de ordem  «enterrar os mortos, cuidar dos vivos e fechar os portos».  

A menos que alguém faça desaparecer a dívida externa  como que por magia, ou obrigando os credores a sofrer a sua quota parte da perda.
Ou se venha a descobrir petróleo no Beato.