Tradutor

sexta-feira, outubro 12, 2007

Portugal duplica participação na Iberwine 2007, em Novembro em Madrid

Portugal assumirá particular protagonismo na feira de vinho de Madrid Iberwine 2007, em Novembro, um dos mais importantes certames do tipo, quase duplicando o espaço de exposição e de presenças. De 13 a 15 de Novembro de 2007, o "Parque Ferial Juan Carlos I" de Madrid (IFEMA) será sede da IBERWINE, a maior feira de vinhos do mundo ibérico, bem como um grande centro de negócios, no qual as transacções terão um elevado protagonismo.
O salão internacional do vinho (Madrid International Wine Fair) converteu-se num encontro imprescindível do calendário viticultor mundial. Um comité organizador de acentuado carácter internacional garante a presença dos melhores compradores do mundo. Os vinhos de toda a península Ibérica têm a oportunidade de divulgar (a nível mundial) a enorme riqueza que escondem a um elenco de compradores internacionais e também peninsulares.
A presença portuguesa deverá ocupar 345 metros quadrados no certame, quer a nível colectivo, quer a nível individual, encontrando-se nesse espaço, produtores, câmaras de comércio e denominações de origem. Os vinhos procedentes de países ibero-americanos, irão ser outra presença com destaque neste evento.
Os organizadores insistem no papel da Iberwine na promoção de vinhos ibéricos nos mercados internacionais, notando, por exemplo, o recente acordo entre este certame e a Miami Internacional Wine Fair.
Os vinhos portugueses são já conhecidos pela sua qualidade. Recentemente, o "The New York Times" elegeu um vinho português como a melhor escolha em vinhos abaixo dos 10 dólares, cerca de sete euros. O "Padre Pedro", da Casa Cadaval é produzido no Ribatejo e conquistou os jornalistas do prestigiado jornal norte-americano. Para além disso, quatro vinhos portugueses fazem parte da lista dos 100 melhores vinhos do ano da influente revista norte-americana "Wine & Spirits". Entre os quatro destacados estão três vinhos do Porto. O melhor vinho português foi o da Quinta do Crasto Douro Reserva 2004, em segundo lugar, os vinhos Taylor Fladgate Porto Vargellas 2004 e o Taylor Fladgate Porto Vargellas Vinha Velha 2004. Em quarto lugar surge o Quinta do Feital Vinho Verde Dourado Alvarinho 2005.
Mais do que uma aposta na divulgação da qualidade dos vinhos portugueses no exterior, a presença neste evento deverá servir igualmente para reforçar as relações comerciais com os países importadores de vinho e desta forma aumentar as exportações do mesmo e reforçar a imagem de Portugal como país de origem.
http://www.fairstv.com/feria_ficha/Iberwine+2007/ief460/?lang=POR

Fonte: Agência LUSA, 18 de Setembro de 2007.