Tradutor

quinta-feira, dezembro 31, 2015

Banca com surpresas inaceitáveis

Investidores institucionais profissionais têm a obrigação de estudar bem os riscos antes de investir. Investidores profissionais não precisam de protecção dos contribuintes. As obrigações bancárias não são garantidas por isso os investidores sabiam bem que estavam em risco. Devem ser bem segregadas dos depósitos de retalho.  O recurso ao Fundo de Garantia de Depósitos  deve ser reservado aos depositantes de retalho, aos particulares, famílias e PMEs.
O Novo Banco não devia ser vendido à pressa, ao desbarato, a investidores que não trazem nenhum valor acrescentado ao mercado português, ou  com um enorme dote dos contribuintes, como foi o BANIF, o tipo de transações que não merecem o nome de "venda". O Novo Banco pode ser estabilizado e recuperado e privatizado daqui a 2-3 anos com uma oferta pública de venda em bolsa.


"A banca continua a ser a pior caixinha de surpresas"
A recapitalização do Novo Banco em destaque no Conselho Consultivo desta quarta-feira, com as participações de Mariana Abrantes de Sousa e Hélder Oliveira. 30 de Dezembro de 2015